Perícia da Polícia Federal é foi acionada para verificar incêndio no Hospital de Bonsucesso

·1 minuto de leitura

A Polícia Federal afirmou que já acionou a perícia para verificar as causas do incêndio no Hospital Federal de Bonsucesso, que atingiu a instituição na manhã desta terça-feira, dia 27, e contou com a ajuda de 12 unidades do Corpo de Bombeiros para conter a fumaça e as chamas. O trabalho de combate foi iniciado às 9h46 e já são mais de três horas na operação rescaldo, que ainda segue em andamento.

O fogo começou no prédio principal (chamado de prédio 1). Segundo a direção do hospital, a brigada de incêndio removeu 162 pacientes do prédio 1 para o 2 até a chegada do Corpo de Bombeiros. Até 11h35m, não houve registro de vítimas. Três pacientes foram transferidos para outras unidades de saúde. Alguns pacientes também foram levados para um galpão de pneus em frente ao hospital, chamado Rio Paiva Pneus.

Presidente do Sindicato dos Médicos do Rio (SinMed RJ) Alexandre Telles contou que chegou ao hospital por volta de 9h30 para um compromisso e que o incêndio começou cerca de dez minutos depois, próximo à sala de Raio-X.

— Bombeiros levaram 20 minutos para chegar. A situação é difícil, e a evacuação foi feita às pressas. Os profissionais estavam transportando pacientes em macas, lençóis, alguns deles em casos graves, entubados. É um hospital de alta complexidade. Segundo relatos de colegas, pacientes estavam passando por cirurgia hoje. O centro cirúrgico foi tomado por fumaça. Isso é prova de que a falta de manutenção dentro dos hospitais, o que denunciamos, é uma bomba relógio e coloca pacientes em risco. É preciso investimento em manutenção predial — ressalta.