Preso por faltar a audiências, Luis Miguel paga fiança e é posto em liberdade

Los Angeles (EUA), 2 mai (EFE).- O cantor mexicano Luis Miguel foi posto em liberdade sob fiança depois de ter sido preso nesta terça-feira em Los Angeles por se negar a comparecer aos tribunais em diversas ocasiões em um caso no qual é acusado por seu ex-representante William Brockhaus de descumprimento de contrato.

Um porta-voz do órgão responsável pelo cumprimento das ordens das cortes federais afirmou à Agência Efe que o artista foi liberado após pagar a fiança e se apresentar hoje à juíza Virgínia A. Phillips.

Segundo documentos judiciais do caso, o tribunal advertiu ao cantor em 24 de março que, se ele não fosse a uma audiência prevista para 17 de abril, as forças de segurança seriam notificadas para que o detivessem.

Amy B. Messigian, advogada de Brockhaus, informou à Efe no dia 17 de abril que Phillips assinou a ordem de prisão contra Luis Miguel "por desacato".

Brockhaus exige de Luis Miguel em seu processo uma indenização de pouco mais de US$ 1 milhão, incluindo juros e honorários dos advogados, por descumprimento de contrato quando trabalhava como agente do cantor entre 2013 e 2015.

As recusas de Luis Miguel em comparecer ao tribunal se somaram à decisão de Phillips, em janeiro, de embargar um Rolls Royce do artista para ser usado no pagamento ao agente. EFE