Perdeu a chance de votar no primeiro turno? Saiba aqui como votar no segundo

O Globo
·2 minuto de leitura
TSE
TSE

RIO - O primeiro turno das eleições deste ano teve o maior índice de abstenção da História, superando o pleito de 1996. Mais de 23% dos eleitores aptos ao voto não compareceram às urnas no último domingo, o que corresponde a cerca de 31 milhões de votantes.

Há quem tenha perdido a oportunidade de votar no primeiro turno, mas deseja participar do segundo. Isso é possível?

Sim, desde que não tenha nenhuma pendência com a Justiça Eleitoral. Veja abaixo como verificar sua situalção no TSE e justificar sua ausência.

Para saber se você sua situação eleitoral está regular, você pode clicar no link "Caso você tenha alguma multa em seu nome, você pode emitir um boleto (o Guia de Recolhimento da União, GRU) pelo site do TSE, na seção "Se você não votou no primeiro turno e ainda não justificou sua abstenção, não tem problema: você pode votar no segundo. Depois de cada turno, o eleitor tem até 60 dias para apresentar justificativa. Quem faltou ao primeiro turno tem até o dia 14 de janeiro para se justificar, e quem faltar ao segundo terá até o dia 28 de janeiro.Devido à pandemia, o TSE recomenda que os eleitores que faltarem se justifiquem pelo aplicativo e-Título, da Justiça Eleitoral, disponível no "Google Play" e na "App Store". Também é possível se justificar pelo sistema "Em casos de excepcionais, o eleitor deverá preencher o Requerimento de Justiça Eleitoral (RJE), que pode ser obtido na página do TSE, nas unidades de atendimento da Justiça Eleitoral (cartórios eleitorais, postos e centrais de atendimento ao eleitor) e nos locais de votação no dia do pleito. O eleitor deverá apresentar o formulário preenchido, junto com seu número de inscrição eleitoral e um documento de identificação, em qualquer zona eleitoral. Também é possível enviar o RJE por correio ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor está cadastrado, acompanhado de um documento que comprove o motivo da falta.Caso não se justifique até o fim do prazo, o eleitor deverá pagar uma multa de até R$ 3,51. Uma pendência com a Justiça Eleitoral também pode acarretar a perda de direitos civis como a retirada de passaporte, inscrição em concursos públicos, renovação de matrícula em instituições do governo, entre outros.

Serviço eleitoral

Dica: Algumas das orientações do TSE numa eleição em meio à pandemiaEleições 2020:Confira o ambiente especial com tudo sobre a disputa