“Perdeu, mané!”: Randolfe repete frase de Barroso em discussão com bolsonarista

Randolfe Rodrigues foi coordenador da campanha de Lula e é líder da oposição a Jair Bolsonaro  (Andressa Anholete/Getty Images)
Randolfe Rodrigues foi coordenador da campanha de Lula e é líder da oposição a Jair Bolsonaro

(Andressa Anholete/Getty Images)

  • Randolfe Rodrigues discute com bolsonarista no aeroporto de Cairo, Egito;

  • Senador imitou Luís Roberto Barroso ao disparar à mulher: "Perdeu, mané!";

  • Frase faz referência à derrota de Jair Bolsonaro nas urnas.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede), coordenador da campanha de Lula (PT) e líder da oposição a Jair Bolsonaro (PL), se envolveu em uma discussão com uma apoiadora do atual presidente no aeroporto do Cairo, no Egito.

Com o celular em riste, a mulher afirma que o senador deveria “ter vergonha”. Randolfe, que também filmava a cena, disparou a frase viral dita anteriormente por Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) a um bolsonarista: “Perdeu, mané!”.

A mulher, então, desafia dizendo “vamos ver se perdeu” e afirma que o “Brasil está parado”, em referência aos brasileiros que pararam de trabalhar para ficar em frente aos quartéis e pedir um golpe militar que impeça a posse de Lula, eleito democraticamente no segundo turno.

A discussão termina com ela gritando que a “'PTzada' acabou com o Brasil” ao subir as escadas rolantes.

Veja abaixo a cena compartilhada no perfil do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles.

“Perdeu, mané, não amola”

À coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, Barroso explicou que a frase foi uma reação à violência que ele e outros quatro magistrados da Corte sofreram em Nova York (EUA).

Convidados para participar da Lide Brasil Conference, os ministros foram cercados nas ruas por bolsonaristas, que chegavam a urrar na direção deles com xingamentos.

"Depois de três dias cercado e seguido por manifestantes selvagens, que gritavam palavrões, ofensas e ameaças de agressão, que tentaram quebrar os vidros da van em que estávamos e virá-la em plena 5ª Avenida em Nova York, que invadiram o telefone de minha filha com grosserias e ameaças, tive uma singela reação, nem de longe próxima ao nível das violências sofridas. É lamentável que algumas pessoas critiquem apenas a violência daqueles que não gostam, considerando legítima a selvageria de seus adeptos", disse Barroso em mensagem por WhatsApp.

A fala rendeu uma série de memes e serviu de inspiração para a nova música do compositor Juliano Maderada, criador do hit “Tá na hora do Jair já ir embora”.