“Perdi minha neta num tiroteio bárbaro”, diz avó de mulher grávida, vítima de ação policial no RJ

A avó de Kathlen Romeu, jovem grávida de 4 meses que morreu após ser atingida durante uma ação da Polícia Militar, classificou o ocorrido como “um crime bárbaro”. Ela relatou à TV Globo que, junto com Kathlen, estava indo ao trabalho da filha. Naquele momento, a rua estava tranquila. De repente, elas foram surpreendidas pelo tiroteio.