Personal trainer morre baleado por pai de estagiária de academia em Araras (SP)

Personal trainer Nelson Ré Soares foi morto na academia em que trabalhava. (Foto: Reprodução/Facebook)
Personal trainer Nelson Ré Soares foi morto na academia em que trabalhava. (Foto: Reprodução/Facebook)

Um personal trainer foi assassinado em uma academia em Araras, interior de São Paulo, na noite de sexta-feira (22) pelo pai de uma estagiária que trabalhava no local. De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu depois de uma discussão e de uma agressão.

A vítima foi identificada como Nelson Ré Soares, de 29 anos. O portal G1 tentou contato com familiares do rapaz e com o dono da academia, mas não obteve resposta.

O autor do crime tem 41 anos e foi abordado pela Polícia Militar em Limeira (SP). Ele foi levado para a Central de Polícia Judiciária de Araras, onde confessou o crime.

O homem mostrou para a Polícia Civil onde havia guardado a chave do cofre onde a arma usada no crime estava guardada. A pistola foi apreendida pela polícia. Segundo os agentes, o autor do homicídio tinha autorização de posse de arma de fogo.

Ele foi detido, mas após passar por audiência de custódia, foi liberado para responder pelo crime em liberdade. De acordo com o advogado de defesa, Rafael Schimidt, a Justiça entendeu que o cliente agiu em legítima defesa, já que o professor de educação física o agrediu.

Desentendimentos e agressão

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o personal trainer teve desentendimentos com a estagiária e a irmã dela, que também trabalhava na academia. Elas já haviam registrado duas ocorrências na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) contra o professor. A polícia não informou qual era o motivo desses boletins de ocorrência. O pai das jovens chegou a reclamar do instrutor para o gerente da academia e com isso a tensão entre eles aumentou.

Segundo o advogado de defesa, o cliente foi até a academia porque a filha pediu para que ele fosse buscá-la. Ela teria dito que o professor a ameaçou e por isso ela estava apreensiva. O pai voltava de um clube de tiro e, ao chegar na academia, o personal trainer teria ido até o veículo, quando os dois começaram a discutir. De acordo com a defesa, o pai pediu para o professor se afastar, mas ele teria avançado e dado um soco no rosto de uma das filhas.

Nelson Ré Soares, chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo dele foi sepultado na tarde deste sábado (23).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos