Perto de assumir namoro, Marina Ruy Barbosa passa temporada em fazenda de Guilherme Mussi e é vista por moradores

·3 minuto de leitura

Na, rua, na chuva, na fazenda e nenhuma casinha de sapê. Falta pouco para Marina Ruy Barbosa assumir o relacionamento com Guilherme Mussi. A atriz e o deputado federal (PP) estão passando uma temporada no campo, na Fazenda Santa Ropsa, propriedade da família dele em Capão Bonito, no interior de São Paulo, onde ele nasceu e fez seu berço político. O casal chegou na cidade no dia 1º, para passar o feriado de Páscoa, e não se embrenhou totalmente no meio do mato, como informam os moradores.

 Ao passar pelo comércio da cidade, Marina e Mussi parararam numa drogaria. Os dois desceram juntos para comprar produtos de higiene, mas não demoraram. De qualquer maneira, foi tempo suficiente para os funcionários a reconhecerem, mesmo usando máscara, e com o cabelo ruivo preso num rabo de cavalo. Mussi, figurinha carimbada por lá, ainda foi abordado ao sair do estabelecimento, antes de entrar no carro, onde Marina já estava.

 Leia também

A cena foi filmada por um morador e enviada ao perfil do Subcelebrities, no Instagram. O tititi em Capão Bonito foi à boca miúda, já que Mussi tem reduto eleitoral por lá e “ninguém quer fazer fofoca do deputado”, diz um cidadão local. No domingo de Páscoa, Mussi deixou a fazenda e foi até um bairro da periferia da cidade para distribuir ovos de chocolate. Marina não o acompanhou para não causar alarde. Mas fato é que ela já não quer mais esconder o namoro. Assim como não quis no início da relação com Xandinho, em janeiro de 2016, descoberta pelo Extra.

Separada de Xandinho Negrão oficialmente desde o início de janeiro (mas não oficialmente há bem mais tempo que isso), Marina manteve a discrição o quanto pôde. Mas ao postar as fotos de sua rotina no campo, posando num pomar, cuidando de horta e andando a cavalo, a atriz deixou pistas no ar. Mussi também, ao curtir um dos registros.

Basta dar uma garimpada nas redes sociais oficiais do político para dar de cara com fotos dele na mesma fazenda, com a vegetação típica, o mesmo lago e o mesmo caminho de terra batida. Aos 38 anos, Mussi é um destes prodígios que nasceram no interior, se criaram em escolas e universidades estrangeiras, e retornaram ao país para fazer carreira na política. Suas aspirações não são modestas. Há quem diga que o moço tem pretensões de se candidatar a prefeito de São Paulo em breve.

Mussi e Marina se conheceram nas altas rodas da capital. Alexandre Negrão é amigo do irmão dele, Eduardo, do qual foi padrinho de casamento junto com a atriz. A mulher de Eduardo, Maysa Mussi, morreu ano passado num acidente de avião quando ia para a Península de Maraú, onde a família do deputado tem uma enorme propriedade.

Guilherme Mussi, dois casamentos e festas na pandemia

A fama de conquistador de Guilherme Mussi é grande. O deputado tem no currículo algumas beldades e dois casamentos. O primeiro deles, em 2008, foi com Luciana Tranchesi, filha de Eliana Tranchesi, a toda poderosa da boutique Daslu, em São Paulo, morta em 2012, vítima de câncer. A cerimônia de luxo para 1300 convidados foi um marco para a alta sociedade paulistana. Um ano depois, eles se separaram.

Entre uma namoarada e outra, Mussi se envolveu com Carol Magalhães, neta de ACM, mas a relação não durou muito tempo. Em 2014, o deputado começou a namorar Rebeca Abravanel, filha de Silvio Santos, e de forma bem discreta os dois se casaram em agosto de 2015. Nove meses depois, eles se divorciaram no meio da maior crise política do país com o impeachment de Dilma Rousseff, pelo qual Mussi votou a favor.

Em 2017, ele foi acusado de ser um dos deputados com maior número de faltas na Câmara em Brasília, e no ano passado, em plena pandemia, Mussi foi pauta do “Fantástico”, que mostrou, após várias denúncias, as festas que varavam as madrugadas em sua casa, num bairro obre da capital paulistana.