Peru declara alerta epidemiológico por surto de dengue

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Em foto divulgada pelo Ministério da Saúde do Peru, funcionários desinfectam área com mosquitos da dengue, na Amazônia peruana

O Peru declarou alerta epidemiológico devido a um surto de dengue que já deixou sete mortos e afetou mais de 12 mil pessoas este ano, um terço a mais do que no mesmo período de 2020, anunciou nesta terça-feira o Ministério da Saúde.

O surto, que coincide com a segunda onda de Covid-19, afeta um terço do país, incluindo Lima, onde autoridades sanitizaram várias regiões para evitar a presença do mosquito Aedes aegypti. "Foram notificados 12.125 casos de dengue no país, com sete mortos", informou o Centro Nacional de Epidemiologia do Ministério da Saúde peruano, com dados do encerramento da primeira semana de março.

Autoridades de saúde ativaram o alerta após se observar um aumento de 34% do número de casos em nível nacional em comparação com as mesmas semanas de 2020. Na região amazônica de Madre de Dios, fronteira com Brasil e Bolívia, a incidência de dengue é de 456 casos a cada 100 mil habitantes, a mais alta do país.

O Centro de Epidemiologia, Prevenção e Controle de Enfermidades peruano anunciou na semana passada um reforço dos controles e sanitizações, ante o aumento dos casos de dengue, chikungunya e zika em várias regiões do país. No ano passado, 88 pessoas morreram de dengue no Peru, segundo o Ministério da Saúde.

cm/ljc/gma/lb