Peru pede ativação da carta democrática contra a Venezuela na OEA

Lima, 16 mar (EFE).- O governo do Peru defende a ativação da carta democrática da Organização dos Estados Americanos (OEA) contra a Venezuela para que o órgão possa abordar a crise vivida pelo país, indicou nesta quinta-feira o chanceler Ricardo Luna.

Em declarações divulgadas pela agência oficial "Andina", Luna disse que o Peru considera que na Venezuela há uma alteração da ordem democrática porque falta separação entre os poderes.

Segundo o chanceler, isso permite que o governo da Venezuela trave o funcionamento do parlamento, o que constituiu uma quebra do Estado de Direito.

"Invocar essa carta não significa suspender e isolar um país, mas utilizar as diversa opções que ela oferece para comprometê-lo com a solução do problema", ressaltou Luna. EFE