Coalizão governista do Uruguai lamenta assassinato de Marielle Franco

Montevidéu, 16 mar (EFE).- A Frente Ampla (FA), coalizão governista do Uruguai, afirmou nesta sexta-feira que "este é um momento de profunda dor para a esquerda latino-americana" pelo assassinato da vereadora Marielle Franco.

"Assassinaram Marielle Franco, militante do PSOL, feminista, ativista social e partidária. Uma de nós", lamentou a FA através de um comunicado.

A declaração da mesa política nacional da coalizão também manifestou sua preocupação com "a falta de garantias para os militantes sociais e políticos ao longo e ao largo do território brasileiro".

"Voltamos a manifestar nosso total compromisso com o povo irmão do Brasil na luta pela plena vigência do estado de direito. Nós nos solidarizamos com a família, companheiras e companheiros de Marielle, que farão este luto no meio de uma situação de total instabilidade política, com um governo que não foi eleito pelo seu povo", destacou o comunicado.

A FA também rejeitou a violência "em todas suas ordens" e os crimes de ódio "que ela gera em última instância".

Marielle Franco, que foi a quinta vereadora mais votada nas eleições de 2016 no Rio de Janeiro, foi baleada quando passava com seu carro por uma rua do centro da cidade na noite da quarta-feira.

No ataque também morreu o motorista do veículo, Anderson Gomes, enquanto uma assessora da política que também estava no carro sofreu ferimentos leves. EFE