Peru proíbe importação de frango de duas empresas do Brasil

Frango da JBS-Friboi, no Paraná, em 21 de março de 2017

O Peru suspendeu a permissão para a importação de carne de frango de duas empresas brasileiras investigadas na Operação Carne Fraca por suposta adulteração de produtos, informou o Serviço Nacional de Saúde Agrária (Senasa).

"Estamos cancelando a autorização de dois estabelecimentos que exportam carne de ave para o Peru", disse o diretor de Saúde Animal da Senasa, Miguel Quevedo, à rádio RPP.

"De todas as empresas envolvidas no Brasil por práticas ilegais para vender carne, apenas duas - Frango e Seara Alimentos - estavam habilitadas para exportar para nosso país", revelou Quevedo, esclarecendo que desde o ano passado não vendem para o Peru.

Quevedo anunciou que na sexta-feira emitirá uma resolução onde determina o cancelamento da autorização de importação para o Peru destes dois frigoríficos brasileiros, que estão na lista dos 21 estabelecimentos investigados na Carne Fraca.

"Estamos intensificando ou modificando os requisitos de exportação, incluindo algumas medidas para vigilância e controle".

O funcionário informou que visitará o Brasil com a finalidade de "conhecer um pouco mais o sistema de certificação do país".