Peru: Vargas Llosa se solidariza com vítimas dos desastres narurais

Prêmio Nobel de Literatura 2010, o peruano Mario Vargas Llosa, participa feira internacional do livro de Guadalajara, em 26 de novembro de 2016

O Prêmio Nobel de Literatura 2010, o peruano Mario Vargas Llosa, se solidarizou neste domingo, depois de chegar a Lima, com as pessoas afetadas pelos desastres naturais que atingem o Peru desde janeiro, e que deixaram 90 mortos.

"Toda a minha solidariedade, amizade e carinho às vítimas dessa catástrofe que o Peru está vivendo", disse o escritor ao Canal N.

"É uma experiência que serviu para mostrar a extraordinária solidariedade, a grande mobilização do país inteiro, apesar das rivalidades, das diferenças. Todo mundo está unido, trabalhando para ajudar os atingidos para superar essa difícil provação", acrescentou.

As fortes chuvas que caíram em todo o país desde o início do ano, em consequência do fenômeno climático "El Niño costeiro", provocaram inundações e avalanches de lodo e pedras.

Vargas Llosa chegou no sábado em Lima acompanhado por sua esposa, a espanhola Isabel Preysler, ex-mulher da cantora Julio Iglesias, e nos próximos dias viajará a Arequipa, a cerca de 1.000 km ao sul de Lima, onde em 28 de março celebrará seus 81 anos.

O escritor também pretende participar na quarta entrega de livros de sua biblioteca pessoal ao centro cultural que leva seu nome.

Vargas Llosa recebeu em 2010 o Prêmio Nobel de Literatura por sua extensa carreira, que inclui obras de destaque como "A cidade e os cachorros" (1963), "Conversas na Catedral" (1969), "Tia Julia e o escrivinhador" (1977) e "A festa do bode" (2000).