Perus terá três dias de festival de música popular periférica

Festival acontece entre os dias 20 e 22 de setembro. Foto: Divulgação

O bairro de Perus, na zona noroeste de São Paulo, irá receber um festival de três dias que vai valorizar a cultura periférica. Realizado pelo MAPP (Movimento Arte Plural Perus), o festival Mupope (Música Popular Periférica) irá acontecer entre os dias 20 e 22 de setembro nas principais ruas da região.

A ideia do projeto, que acontece desde 2004, é incentivar a arte e a interação sociocultural, fortalecer a cultura local e estreitar as relações entre a arte e os moradores do bairro. De acordo com Valeria Motta, idealizadora e produtora do festival, o evento é simbólico “em meio aos ataques que estamos sofrendo na educação e na cultura”.

“Acho que uma das expectativas esse ano é que os moradores locais se apropriem mais do festival do que as pessoas de fora. A nossa maior expectativa é que os moradores também identifiquem a importância dos artistas locais e que é possível se divertir no bairro que você mora”, explicou.

Leia também:

Segundo Valeria, muitas vezes, as pessoas que moram na periferia vão para o centro de São Paulo em busca de cultura, mas elas podem consumir e se divertir perto de suas casas também. “Nós identificamos que as periferias têm um potencial muito grande. Não só de artistas, como de pessoas que consomem cultura”, afirmou em entrevista ao blog.

“As pessoas não precisam migrar [para o centro]. Fazer um festival na periferia é valorizar o local e gerar uma renda local”, completou Valeria dizendo que, este ano, o evento terá música, debates, exposições, dança e muitas outras atividades culturais.

De acordo com Valeria, o projeto também tem a intenção de celebrar o aniversário de Perus. Além disso, ela explicou que os artistas que vão fazer parte do festival foram escolhidos pelos próprios moradores do bairro.

A abertura do festival vai acontecer no próximo dia 20, a partir das 18h na rua da Feira da Estação e durará até às 21h. Já o segundo dia do evento irá acontecer das 13h às 21h na rua Júlio Maciel, 500, que é conhecida como rua Pode Pá. A finalização do evento acontecerá no domingo a partir das 15h no coração da comunidade.