Pescador acha vômito de baleia que pode valer até R$ 7 milhões

·1 minuto de leitura
Baleia cachalote
Âmbar cinza é produzido dentro do intestino das cachalotes

(Getty Images)

  • Pescador encontra vômito de baleia extremamente valioso; valor pode chegar a R$ 7 milhões

  • Tesouro marinho produz substância presente em perfumes como o Chanel Nº 5

  • Caso aconteceu na Tailândia

Um pescador tailandês encontrou, boiando no mar, um vômito de baleia que pode valer até R$ 7 milhões (1 milhão de libras). O “pedaço” tem cerca de 30 kg.

Também chamado de âmbar cinza, o tesouro marinho é extremamente raro e valioso, especialmente por produzir um álcool inodoro capaz de fazer com que as fragrâncias dos perfumes durem mais tempo. Inclusive, o famoso Chanel Nº 5 utiliza o produto em sua composição, conforme apontou o UOL.

"Estou tão animado que não sei o que fazer. Pretendo vender, porque já recebi um certificado que prova que ele é real. Se eu conseguir um bom preço, vou parar de trabalhar como pescador e dar uma festa para meus amigos", disse Narong Phetcharaj, de 56 anos.

Leia também:

Segundo o Daily Mail, o pescador encontrou um objeto branco sendo arrastado pela correnteza, na praia de Niyom, e decidiu se aproximar. Assim que bateu os olhos na peça, percebeu que poderia se tratar do âmbar cinza e o arrastou até a areia para então carregá-lo para casa.

No mesmo dia, Narong levou uma amostra para especialistas da Universidade Príncipe de Songkla, onde foi confirmado que a pedra era realmente um vômito de baleia.

Geralmente encontrado flutuando no mar ou nas costas litorâneas, o âmbar cinza se forma nos intestinos das baleias cachalotes como um cetáceo gigante. O processo costuma acontecer após uma indigestão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos