Pescadores relatam ter visto uma aeronave a baixa altitude na região de acesso a Paraty, diz bombeiros

·1 min de leitura

RIO - Pescadores relataram ao Corpo de Bombeiros de São Paulo terem visto uma aeronave em baixa altitude, na noite de quarta-feira, em direção a Serra Negra no acesso para Paraty. Equipes seguem as buscas por um avião bimotor que desapareceu com três pessoas a bordo entre Paraty e Ubatuba.

Segundo os bombeiros, até o momento, os ocupantes não foram localizados. Três pessoas estavam na aeronave entre elas o copiloto José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos. As outras duas ainda não foram identificadas.

As buscas pelo avião começaram por volta às 4h15, com a ajuda de um helicóptero na área delimitada. Segundo informou a Força Aérea Brasileira, às 6h35 equipes encontraram destroços, que podem ser da aeronave desaparecida, no entanto, a localização foi repassada aos órgãos de busca marítima e os voos continuam.

Nas redes sociais, família faz apelo por piloto após queda de avião. Ana Regina, a mãe do jovem, pediu ajuda das autoridades para encontrar o filho. “Gente, repostem, pelo amor de Deus. Cadê o salvamento aéreo? Que descaso, pelo amor de Deus. Quero o meu filho com vida. Não aguento mais ouvir que está fora de jurisdição. São vidas. Falta amor”, escreveu a mãe do copiloto no Instagram.

O avião, modelo PA-34-220T, pertencia ao copiloto. A aeronave não poderia fazer táxi aéreo, mas tinha autorização para fazer voos noturnos privados. A vistoria estava em dia. O bimotor foi fabricado em 1981. Seu Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade (CVA) venceria em 6 de agosto de 2022. Na manhã desta quarta-feira, o Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico montou uma operação para tentar localizar as vítimas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos