Caça colide no porta-aviões que EUA mandaram para Península da Coreia

Washington, 21 abr (EFE).- Uma caça F-18 colidiu quando tentava aterrissar no porta-aviões USS Carl Vinson, que os Estados Unidos mandaram recentemente para a Península da Coreia, embora o piloto tenha conseguido ativar o sistema de ejeção e sair imune, informou nesta sexta-feira a Sétima Frota americana.

O USS Carl Vinson e seu grupo de ataque estavam realizando exercício aéreo rotineiro no Mar de Célebes, perto das Filipinas, quando o avião se aproximava do convés do navio para aterrissar.

O piloto ativou o sistema de ejeção e foi resgatado imediatamente por um helicóptero.

A Marinha americana investiga o acidente, do qual não deu mais detalhes, mas o piloto parece não ter ferimentos graves.

O USS Carl Vinson, de propulsão nuclear, e seu grupo de ataque tomou recente rumo norte a partir do Oceano Índico para se situar no Mar do Japão (Mar do Leste) como medida de dissuasão contra a Coreia do Norte, que fez várias provocações com testes de mísseis. EFE