Pesquisa aponta que 73% dos americanos apoiam envio de armas pesadas para a Ucrânia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma pesquisa conduzida pela agência de notícias Reuters apontou que 73% dos americanos concordam com os esforços dos Estados Unidos para fornecer armas à Ucrânia, o nível mais alto de apoio desde o início da guerra, em 24 de fevereiro. No final de março esse índice era de 68%.

Os EUA e outros 39 países, entre eles membros da Otan e aliados, se reuniram nesta terça-feira (26) na maior base americana na Europa, localizada na Alemanha, para discutir o envio de armas pesadas à Ucrânia. Washington tenta convencer os parceiros europeus a aumentar o envio de blindados, equipamentos de artilharia e sistemas de mísseis sofisticados para Kiev.

A pesquisa da Reuters apontou também que a maioria dos americanos prefere candidatos nas eleições parlamentares marcadas para novembro que apoiem a ajuda militar à Ucrânia.

Além disso, 6 a cada 10 democratas e quase metade dos republicanos temem que a Rússia possa tentar influenciar o pleito.

Quando o assunto é o desempenho do presidente americano, Joe Biden, na guerra, 70% dos entrevistados identificados com o partido Democrata aprovam, contra 24% dos mais próximos do partido Republicano.

A pesquisa ouviu 1.005 adultos e tem margem de erro de quatro pontos percentuais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos