Pesquisa eleitoral 2022: 47% dos brasileiros crê que haverá segundo turno

Pesquisa eleitoral 2022: em um eventual segundo turno entre Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o petista fica na frente, aponta a pesquisa. (Foto: EVARISTO SA / AFP e Mateus Bonomi/Anadolu Agency)
Pesquisa eleitoral 2022: em um eventual segundo turno entre Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o petista fica na frente, aponta a pesquisa. (Foto: EVARISTO SA / AFP e Mateus Bonomi/Anadolu Agency)
  • Eleitores de Bolsonaro são os mais confiantes em um segundo turno: 90%

  • Já entre os apoiadores de Lula, 67% acredita em uma vitória no primeiro turno

  • Pesquisa eleitoral Genial/Quaest reafirma vantagem de petista

A maioria dos brasileiros acredita que as eleições deste ano terão um segundo turno. Cerca de 47 % dos entrevistados pela última pesquisa Genial/Quaest crê que haverá dois turnos em outubro, enquanto 38% está confiante que o pleito pode ser resolvido ainda no primeiro turno.

A Quaest ouviu 2 mil pessoas entre os dias 28 e 31 de julho. O levantamento tem um índice de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), com número BR-02546/2022.

Entre aqueles que creem em um segundo turno, a maioria é eleitor do presidente Jair Bolsonaro (PL): 90% dos eleitores do atual presidente acham que haverá dois turnos nas eleições. Já entre os eleitores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 67% estão confiantes que o petista possa vencer ainda no primeiro turno, enquanto 21% esperam ter que voltar às urnas uma segunda vez.

Vitória no 1º turno não é realidade para Lula, aponta Quaest

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera a corrida presidencial com 44% das intenções de voto. Seu principal adversário, o presidente Jair Bolsonaro (PL), fica com 32%.

A pesquisa foi feita face a face e apresentou possíveis cenários aos entrevistados. Em relação ao último levantamento da consultoria, os dois presidenciáveis oscilaram dentro da margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. No começo de julho, Lula tinha 45% das intenções de voto e Bolsonaro, 31%.

Com o resultado, segue descartada a possibilidade de uma eventual vitória do petista já no primeiro turno. Os demais concorrentes somaram 42% das intenções de voto, o que significa que Lula não teria os 50% de votos mais um necessários. De qualquer forma, o ex-presidente vence em todas as simulações de segundo turno.

Em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista tem 51% das intenções de voto, contra 37% de Bolsonaro. Em relação à última pesquisa, o petista oscilou dentro da margem de erro (era 53% no mês passado), enquanto o atual presidente cresceu fora da margem (era 34% no mês passado).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos