Pesquisa eleitoral 2022: Bolsonaro chega a 36% e Lula fica em 45%, aponta BTG/FSB

Pesquisa eleitoral: Lula segue ganhando em todos os cenários de 2º turno. (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images/ EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Pesquisa eleitoral: Lula segue ganhando em todos os cenários de 2º turno. (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images/ EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
  • Bolsonaro cresceu dentro da margem de erro

  • Pesquisa eleitoral dá vitória para petista com 52% dos votos em cima do atual presidente

  • Ciro Gomes segue em terceiro lugar, com 6% das intenções de voto

A nova pesquisa da FSB Comunicação para o banco BTG Pactual desta segunda-feira (22) mostrou um crescimento tímido do presidente Jair Bolsonaro em relação ao levantamento divulgado em 15 de agosto. De 34% das intenções de voto, o presidente foi para 36%, um crescimento dentro da margem de erro.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve os mesmos 45% das intenções de voto no primeiro turno que pontuou no último levantamento.

A empresa fez 2 mil entrevistas entre os dias 19 e 21 de agosto. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-00244/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. Custou R$ 128.957,83 e foi paga pelo banco BTG Pactual.

Em terceiro lugar aparece Ciro Gomes (PDT), com 6%, seguido por Simone Tebet (MDB), com 3%, e Pablo Marçal (Pros) e Vera Lúcia (PSTU), ambos com 1%.

Os candidatos José Maria Eymael (DC), Soraya Thronicke (União Brasil), Felipe D’Ávila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e Roberto Jefferson (PTB) não pontuaram. Brancos e nulos somam 2%. Os entrevistados afirmam votar em nenhum dos candidatos são 4%, e 3% não sabem ou não responderam.

No 2º turno, Lula segue na liderança na disputa com Bolsonaro: 52% contra 39% das intenções de voto. O petista ganha também nos cenários com Ciro (49% a 30%) e Tebet (53% a 25%).

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Já em um 2º turno entre Bolsonaro e Ciro, o pedetista ganha com 47% a 40% dos votos. Em um cenário com Tebet, já empate técnico: ambos teriam 42% dos votos.