Pesquisa eleitoral 2022: Lula cresce no RJ e ajuda Freixo, aponta Genial/Quaest

Pesquisa eleitoral 2022: com apoio de Lula, Freixo fica empatado com Castro, com 33% das intenções de voto (Foto: Buda Mendes/Getty Images)
Pesquisa eleitoral 2022: com apoio de Lula, Freixo fica empatado com Castro, com 33% das intenções de voto (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Resumo da notícia

  • Pesquisa eleitoral 2022 Genial/Quaest mostra crescimento de 4 pontos de Lula no Rio de Janeiro

  • Com apoio do petista, Freixo chega a 33%, mesma intenção de voto de Cláudio Castro, candidato de Bolsonaro

  • No RJ, Bolsonaro tem 34% das intenções de voto

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cresceu na pesquisa de intenção de voto entre eleitores do Rio de Janeiro. Antes com 35%, Lula teve um crescimento e chegou a 39%. Jair Bolsonaro (PL) tinha 35% e aparece com 35% no novo levantamento Genial/Quaest.

Todos os outros candidatos somam 12%, enquanto 4% estão indecisos e 11% devem optar por branco, nulo ou não votarão.

O levantamento ouviu 1.20 pessoas no Rio de Janeiro entre os dias 8 e 11 de julho, por meio de entrevistas presenciais. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais e o registro no TSE é o: BR-04560/2022.

Veja a pesquisa estimulada para presidente no Rio de Janeiro:

  • Lula (PT): 39%

  • Bolsonaro (PL): 34%

  • Ciro Gomes (PDT): 6%

  • André Janones (Avante): 2%

  • Simone Tebet (MDB): 2%

  • Vera Lúcia (PSTU): 1%

  • Indecisos: 4%

  • Branco/nulo/não pretende votar: 11%

Sofia Manzano (PCB), Felipe D’Ávila (Novo), Pablo Marçal (Pros), Luciano Bivar (União Brasil) e Leonardo Péricles (UP) não pontuaram.

Sem André Janones e Vera Lúcia, Tebet cresce para 3%, Ciro para 7%, Bolsonaro para 36% e Lula para 41%.

Lula ajuda Freixo nas intenções de voto

Além da melhora dos índices de Lula entre os fluminenses, o apoio do ex-presidente também ajuda Marcelo Freixo (PSB), candidato da coligação petista no Rio de Janeiro.

Sem apoio, Cláudio Castro tem 25% das intenções de voto, enquanto Freixo tem 22%. Com o apoio, de Bolsonaro para Castro e Lula para Marcelo Freixo, os dois empatam em 33%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos