Pesquisa eleitoral 2022: No AM, Wilson Lima e Amazonino Mendes empatam disputa em 30%

No Amazonas, os candidatos Amazonino Mendes (Cidadania) e Wilson Lima (União Brasil) estão empatados em 30% das intenções de voto. Foto: Getty Images.
No Amazonas, os candidatos Amazonino Mendes (Cidadania) e Wilson Lima (União Brasil) estão empatados em 30% das intenções de voto. Foto: Getty Images.
  • Amazonino Mendes (Cidadania) e Wilson Lima (União Brasil) estão empatados em 30% das intenções de voto;

  • O estado tem o ex-presidente Lula (PT) liderando nas intenções de voto com 48%;

  • 35% dos eleitores do Amazonas consideram a gestão de Lima ruim ou péssima.

A disputa está também acirrada no norte do país: no Amazonas, os candidatos Amazonino Mendes (Cidadania) e Wilson Lima (União Brasil) estão empatados em 30% das intenções de voto, conforme mostrou pesquisa do Instituto Ipec. Na disputa também estão Carol Braz (PDT), Dr. Israel Tuyuka (PSOL), Eduardo Braga (MDB), Henrique Oliveira (Podemos), Nair Blair (Agir) e Ricardo Nicolau (Solidariedade). O estado tem o ex-presidente Lula (PT) liderando nas intenções de voto para presidente com 48%, contra 35% do presidente Jair Bolsonaro (PL).

A pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 21 e 23 de agosto em 20 cidades amazonenses. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%.

Confira abaixo os números:

  • Amazonino Mendes (Cidadania): 30%

  • Wilson Lima (União Brasil): 30%

  • Eduardo Braga (MDB): 16%

  • Ricardo Nicolau (Solidariedade): 5%

  • Carol Braz (PDT): 2%

  • Henrique Oliveira (Podemos): 2%

  • Nair Blair (Agir): 1%

  • Brancos e nulos: 9%

  • Não sabe/não respondeu: 6%

Atual governador do estado, Wilson Lima aparece com rejeição quando se trata da avaliação do atual governo: 35% dos eleitores do Amazonas consideram a gestão ruim ou péssima. Segundo o levantamento, 31% aprovam a gestão do governador do estado que disputa à reeleição; 31% também consideram o governo regular; e 3% dos entrevistados não sabem ou não responderam.