Ipec mostra estabilidade na disputa presidencial: Lula com 44% e Bolsonaro com 32%

Ex-presidente Lula e presidente Jair Bolsonaro durante debate televisionado

BRASÍLIA (Reuters) -O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a mesma vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) na corrida ao Palácio do Planalto, com 44% da preferência dos eleitores contra 32%, apontou pesquisa do instituto Ipec divulgada nesta segunda-feira.

Lula também tinha 44% das intenções de voto no levantamento anterior do Ipec, divulgado em 15 de agosto, enquanto Bolsonaro registrava os mesmos 32%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

No segundo pelotão, a pesquisa trouxe números semelhantes aos verificados no levantamento anterior e mostrou o candidato do PDT, Ciro Gomes, com 7% (ante 6%), e a senadora Simone Tebet (MDB), com 3% (ante 2%) da preferência dos entrevistados. Os dois oscilaram dentro da margem de erro e estão no limite do empate técnico.

O Ipec simulou um segundo turno entre Lula e Bolsonaro. Nesse cenário, o petista venceria com 50% das intenções de voto, contra 37% de Bolsonaro, uma distância de 13 pontos percentuais entre os dois presidenciáveis. Na pesquisa passada, essa diferença era de 16 pontos (51% a 35%).

Instituto liderado por ex-integrantes do Ibope Inteligência, o Ipec entrevistou presencialmente 2.000 eleitores em 128 cidades, entre 26 e 28 de agosto -- portanto antes do primeiro debate entre os presidenciáveis, na noite de domingo.

Os que disseram que votarão em branco ou anularão o voto somaram 7% (8% antes), enquanto os indecisos e os que não responderam chegaram a 6% (ante 7%).

A pesquisa é a primeira do Ipec a ser divulgada após o início do horário eleitoral no rádio e na televisão, na sexta-feira, no qual Lula tem o maior tempo de exposição, com 3 minutos e 20 segundos, enquanto Bolsonaro tem 2 minutos e 40 segundos.

O levantamento também pode ter captado as entrevistas dos quatro candidatos que melhor pontuaram nos levantamentos ao Jornal Nacional, da TV Globo, na semana passada.

O instituto também trouxe a avaliação da gestão de Bolsonaro. Dentre os entrevistados, 31% a classificaram como ótima ou boa, 24% a consideraram regular e outros 43% responderam que a administração é ruim ou péssima.

Apesar de serem pesquisas diferentes, o resultado do Ipec repete tendência de levantamento do Datafolha divulgado em 19 de agosto. No Datafolha, Lula registrou 47% das intenções de voto contra 32% de Bolsonaro.

(Reportagem de Maria Carolina MarcelloEdição de Pedro Fonseca)