Pesquisa Ipec mostra que distância entre Lula e Bolsonaro caiu pela metade no Rio, veja os números

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Chamou a atenção de quem acompanha de perto o cenário presidencial no Estado do Rio a redução da distância entre os pré-candidatos ao planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). No fim de maio, o petista tinha 46% contra 31% de Bolsonaro, seguido por Ciro Gomes (PDT), com 4%, e os demais abaixo da margem de erro.

Thomas Traumann: piora na avaliação do governo afeta chances de reeleição de Bolsonaro

Após escândalos no governo: Aumenta percepção sobre corrupção como principal problema do país

Na pesquisa divulgada nesta quinta-feira, com amostra e metodologia iguais, Lula caiu 5 pontos percentuais e registrou 41%, enquanto Bolsonaro somou 34%. A variação de Bolsonaro está no limite da margem de erro, de três pontos percentuais, mas a queda de Lula extrapola e acende um alerta na campanha petista no Estado do Rio. O ex-presidente fez uma vista ao Rio no começo de julho e discursou para uma multidão na Cinelândia, mas, segundo os dados do Ipec, não houve mudança nas impressões dos eleitores do estado após o ato.

A pesquisa Ipec foi contratada pela Associação Rio Indústria e foi entrevistou presencialmente 1.008 pessoas em 31 cidades. Está registrada com o número BR-00325/2022.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos