Pesquisa Reuters/Ipsos mostra que 53% dos republicanos veem Trump como verdadeiro presidente dos EUA

·2 minuto de leitura
Ex-presidente dos EUA Donald Trump

WASHINGTON (Reuters) - A maioria dos republicanos ainda acredita que Donald Trump foi o vencedor das eleições presidenciais de 2020 e aponta os votos ilegais como causa da derrota para Joe Biden, de acordo com uma pesquisa de opinião Reuters/Ipsos.

A pesquisa realizada entre 17 e 19 de maio mostrou que 53% dos republicanos acreditam que Trump, candidato de seu partido, é o "verdadeiro presidente", comparado com 3% dos democratas e 25% de todos os norte-americanos.

Cerca de um quarto dos adultos acredita que as eleições de 3 de novembro foram manchadas por votações ilegais, incluindo 56% dos republicanos, de acordo com a pesquisa. Os números são aproximadamente os mesmos de uma pesquisa conduzida entre 13 e 17 de novembro, que mostrou que 28% de todos os norte-americanos e 59% dos republicanos acreditavam na hipótese de uma eventual fraude.

O democrata Joe Biden venceu com uma diferença de mais de sete milhões de votos. Dezenas de tribunais rejeitaram as ações legais de Trump para contestar os resultados, mas Trump e seus apoiadores persistiram em repercutir teorias da conspiração sem fundamentos em veículos de comunicação conservadores.

A pesquisa Reuters/Ipsos apontou que 61% dos republicanos acreditam que a eleição foi "roubada" de Trump. Apenas cerca de 29% dos republicanos acreditam que ele teve participação na violenta invasão do Capitólio no dia 6 de janeiro.

Ainda assim, 67% dos entrevistados disseram que confiam que as autoridades eleitorais em suas cidades fizeram seus trabalhos honestamente, incluindo 58% dos republicanos, de acordo com a pesquisa.

As pesquisas de novembro e maio foram conduzidas online e em inglês, por todos os Estados Unidos. A pesquisa de maio reuniu respostas de 2.007 adultos, incluindo 909 democratas e 754 republicanos. A pesquisa tem um intervalo de credibilidade, uma medida de precisão, de aproximadamente 4 pontos percentuais.

(Reportagem de Chris Kahn)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos