Pesquisadores americanos avançam no desenvolvimento de uma pílula anticoncepcional para homens

·1 min de leitura

Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, divulgaram resultados positivos sobre o desenvolvimento de uma pílula anticoncepcional para homens. A notícia é promissora para a produção, no futuro, de um novo produto farmacêutico que possa revolucionar o planejamento familiar.

Com 99% de eficácia em camundongos e sem efeitos colaterais visíveis, o estudo abre novas perspectivas para casais que não desejam filhos.

Esta é uma reivindicação da estudante Jeanne Spicarolen. Ela e o parceiro, Theo Meyer, se interessam pelos estudos da contracepção masculina e os métodos disponíveis para ele.

“Eu não acho normal que as mulheres sejam as únicas a se responsabilizar pela contracepção. Nós somos férteis quatro a cinco dias por mês e os homens todos os dias”, diz. “Nós temos de pensar em gravidez, partos, abortos e eles, se preocupam com o quê? Nada”, exclama. “Para uma sociedade mais igualitária, eu acredito que eles deveriam se preocupar com isso também”, completa.

“Eu já me informei bastante sobre a vasectomia, mas não estou disposto a algo que pode ser irreversível e eu espero ter uma vida de família no futuro”, diz o companheiro dela, Theo.

No consultório do andrologista Bohbot, um especialista no aparelho genital masculino, cada vez mais homens dizem estar dispostos a assumir o “fardo” da contracepção. Eles estão quase quatro vezes mais abertos a essa possibilidade hoje do que há 10 anos.

Os testes em humanos podem começar antes do final do ano nos Estados Unidos. A comercialização, se ocorrer, não ocorrerá antes de 5 anos.

Com informações da AFP


Leia mais

Leia também:
França anuncia €100 milhões para promover no mundo direito das mulheres a aborto e contracepção
Mulheres exigem que responsabilidade da contracepção também seja do homem
Para incentivar natalidade, Irã quer criminalizar contracepção

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos