Pesquisadores identificam primeiro organismo que se alimenta de vírus

Pesquisadores da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, descobriram um organismo unicelular que se alimenta de vírus. Trata-se de uma espécie de Halteria, seres microscópicos que habitam a água doce, que se alimenta de clorovírus, conhecidos por infectar algas verdes.

Obesidade: Anvisa aprova injeção para perda de peso

Beber álcool corta o efeito do remédio: verdade ou mito?

Praticamente toda matéria orgânica no planeta tem algum "predador"Plantas, carne, algas, insetos e bactérias são consumidos por criaturas diferentes. Entretanto, até esse momento, era desconhecido alguma espécie que se alimentasse de vírus. Para o pesquisador John DeLong, da Universidade de Nebraska-Lincoln, era só uma questão de procurar e foi isso o que ele fez.

Para descobrir se algum micróbio comia ativamente algum vírus, DeLong e sua equipe coletaram amostras de água da lagoa, isolaram diferentes micróbios e adicionaram grandes quantidades de clorovírus, um habitante de água doce que infecta algas verdes. Nos dias seguintes, a equipe rastreou o tamanho da população dos vírus e dos outros micróbios.

Colesterol alto: cardiologista elenca os quatro piores alimentos para o problema

Como já era de se esperar, havia um micróbio em particular que parecia estar comendo os vírus – um ciliado conhecido como Halteria. Em amostras de água sem outra fonte de alimento para os ciliados, as populações de Halteria cresceram cerca de 15 vezes em dois dias, enquanto os níveis de clorovírus caíram 100 vezes. Em amostras de controle sem o vírus, a população de Halteria não cresceu.

Em uma segunda etapa do experimento, a equipe marcou o DNA do clorovírus com corante fluorescente e descobriu que as células de Halteria logo começaram a brilhar. Isso ajudou a confirmar que o microrganismo realmente estava consumindo o vírus.

Covid-19: Os motivos da preocupação mundial com o surto na China

O estudo, publicado recentemente na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, mostram que o termo recém-criado “virivoro”, que designa um organismo que se alimenta de vírus, existe. Como é improvável que a Halteria seja o único, os pesquisadores planejam continuar investigando o fenômeno.