Pessimismo de americanos com economia é pior desde crise de 2008

(Bloomberg) -- Cerca de 69% dos americanos acham que a economia dos EUA está piorando, o maior percentual desde 2008, de acordo com uma pesquisa da ABC News/Ipsos.

Três meses antes das eleições legislativas de meio de mandato, apenas 37% disseram aprovar a forma como o presidente Joe Biden está lidando com a recuperação econômica, a mesma proporção que em junho.

O pessimismo, apesar de um crescimento significativo nos postos de trabalho e uma taxa de desemprego baixíssima, é alimentado pela inflação mais alta em décadas, e a economia dos EUA se contraiu por dois trimestres consecutivos.

Pouco mais de um em cada três dos entrevistados, ou 34%, disse aprovar a forma como Biden tem lidado com o custo da gasolina, uma melhora de 7 pontos percentuais em relação a junho, à medida que os preços na bomba caem.

Poucos meses antes das eleições de 8 de novembro, 75% dos republicanos disseram estar entusiasmados com a votação, contra 68% dos democratas e 49% dos independentes.

Quase metade disse que seria mais provável apoiar um candidato que mantivesse o acesso ao aborto legal. O número a favor da postura contrária foi de 27%.

A pesquisa da ABC News/This Week com George Stephanopoulos foi realizada de 5 a 6 de agosto entre 665 adultos. Tinha uma margem de erro de 4,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.