Pessoa não identificada entra na Coreia do Norte pelo Sul, diz Seul

·1 min de leitura
Uma torre de vigia norte-coreana (ao fundo) vista da Coreia do Sul, em dezembro de 2020 (AFP/Jung Yeon-je) (Jung Yeon-je)

Uma pessoa não identificada entrou na Coreia do Norte pelo Sul no dia de Ano Novo, informaram as forças armadas sul-coreanas neste domingo (2), numa rara travessia pela fronteira fortemente protegida.

A pessoa foi detectada pela equipe de vigilância na Zona Desmilitarizada que divide a península coreana às 21h20 de sábado (9h20 de Brasília), informou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.

Anos de repressão e pobreza na Coreia do Norte levaram mais de 30.000 pessoas a fugir para o Sul nas últimas décadas, mas as travessias na direção oposta são extremamente raras.

A travessia de sábado levou a uma operação de busca pelos militares sul-coreanos, mas sem sucesso.

"Foi constatado que a pessoa cruzou a Linha de Demarcação Militar para o Norte", acrescentou o comando militar.

A pessoa que atravessou não foi identificada, segundo um membro do Estado-Maior Conjunto, acrescentando que as autoridades sul-coreanas informaram o Norte do incidente.

A fonte disse que nenhuma mobilização incomum por parte dos militares norte-coreanos foi detectada.

Em 2020, militares norte-coreanos mataram a tiros e queimaram o corpo de um pescador sul-coreano que, de acordo com Pyongyang, cruzou ilegalmente a fronteira marítima.

A maioria dos norte-coreanos que fogem primeiro entra na China, antes de seguir para o Sul.

Poucos se atrevem a cruzar a Zona Desmilitarizada, repleta de minas explosivas e com forte presença militar de ambos os lados.

sh/qan/mtp/mas/gm/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos