As pessoas descobriram um jeito criativo de burlar a homofobia russa

Divulgação

Desde 2013 existe uma lei na Rússia que proíbe qualquer propaganda em apoio à causa LGBT+. Isso inclui, também, a exibição da bandeira arco-íris, que é um ícone e um símbolo de orgulho para gays, lésbicas, bisexuais, transexuais e transgêneros.

Mas um grupo de ativistas pensou em uma maneira criativa para burlar essa proibição e chamar a atenção à homofobia institucionalizada no país-sede da Copa do Mundo.

Durante os jogos, uma espanhola, um holandês, um brasileiro, um mexicano, uma argentina e um colombiano passeiam juntos por pontos turísticos russos com as camisas de suas seleções. Lado a lado, eles formam uma grande bandeira arco-íris, em um projeto que eles batizaram “The Hidden Flag” (A Bandeira Escondida).

“É o projeto mais emocionante que participei em minha vida”, contou o brasileiro Eloi Pierozan Junior, no site do projeto. “Venho de uma família conservadora e de uma cidade muito pequena no Brasil, por isso não foi nada fácil para mim e minha irmã, que também é gay.”

Para completar o depoimento, Eloi diz que espera que o projeto toque o coração de muitas pessoas. “É um chamado para o amor.”

Saiba mais sobre o “The Hidden Flag” no link: http://thehiddenflag.org/