Pessoas são presas por interromper desfile militar em homenagem à rainha Elizabeth

Policiais detêm manifestante que tentou interromper desfile militar em homenagem à rainha britânica Elizabeth, em Londres

LONDRES (Reuters) - Pelo menos duas pessoas causaram distúrbios em um desfile militar em Londres que inicia as comemorações do Jubileu de Platina da rainha Elizabeth, nesta quinta-feira, ao correrem na frente de soldados em marcha antes de serem presos, mostraram imagens de TV.

Dois homens saíram correndo de trás de barreiras onde dezenas de milhares de pessoas se reuniram na avenida Mall, que leva ao Palácio de Buckingham, e se deitaram diante de um grupo de soldados, mostraram imagens.

Um dos indivíduos mostrou uma faixa, antes de a polícia arrastar os homens, um dos quais estava usando uma coroa dourada na cabeça.

"Foram feitas várias prisões de pessoas que tentaram entrar na rota cerimonial do The Mall. As prisões foram relacionadas à ordem pública por obstrução de via", disse a polícia no Twitter.

"Obrigado à multidão que mostrou seu apoio aplaudindo nossos oficiais que retornaram ao seu posto depois de lidar com o incidente rapidamente."

O colorido desfile militar "Trooping the Colour", que acontece anualmente para comemorar o aniversário oficial da rainha, envolve cerca de 1.500 soldados e autoridades.

Elizabeth participava do desfile a cavalo até 1986 --cinco anos depois de um homem ter disparado seis tiros de festim contra ela enquanto passava. Na ocasião, ela conseguiu controlar seu cavalo que se assustou com os disparos. Ela saiu ilesa e o homem foi preso.

(Reportagem de Michael Holden)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos