Petição online pede minuto de silêncio nos Jogos para lembrar vítimas de Hiroshima

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* Rio de Janeiro, RJ,BRASIL, 20 - 05- 2015;  Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* Rio de Janeiro, RJ,BRASIL, 20 - 05- 2015; Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ex-prefeito de Hiroshima, Tadatoshi Akiba, 78, lançou uma petição online pedindo que haja um minuto de silêncio durante a Olimpíada de Tóquio para lembrar as vítimas da bomba atômica lançada na cidade em 6 de agosto de 1945, durante a Segunda Guerra Mundial.

No pedido, a homenagem aconteceria no mesmo dia e horário (8h35, no horário local) em que o ataque aconteceu. A data do bombardeio a Nagasaki, 9 de agosto, já não formaria parte do período da Olimpíada, que será encerrada na véspera.

Na semana passada, o presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Thomas Bach, visitou Hiroshima em meio à oposição de alguns sobreviventes da bomba atômica que disseram que a viagem havia tido motivação política.

"Ele não deve ter objeção à importância de espalhar a mensagem de Hiroshima e Nagasaki ao mundo", afirmou o ex-prefeito, em entrevista à agência Kyodo News.

"Se não agirmos em 6 de agosto, que ocorre durante os Jogos, não teremos o direito de celebrar [a Olimpíada] um festival de paz", acrescentou Akiba.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos