Petista cai e candidatos de Ciro e Bolsonaro devem disputar segundo turno em Fortaleza, diz Ibope

O Globo
·2 minuto de leitura
Divulgação
Divulgação

BRASÍLIA — Pesquisa do Ibope divulgada neste domingo mostra que os candidatos Sarto (PDT) e Capitão Wagner (PROS) devem disputar o segundo turno em Fortaleza. Sartro, apoiado pelo ex-ministro Ciro Gomes, manteve 32% dos votos válidos, enquanto Capitão Wagner, que recebeu o endosso do presidente Jair Bolsonaro, manteve 30%. Já Luizianne Lins (PT) caiu de 26% para 20%.

A margem de erro é de três pontos percentuais. Por isso, Sarto e Capitão Wagner estão empatados. Completam a lista: Heitor Férrer (SD), com 6%; Heitor Freire (PSL), com 4%; Célio Studart (PV); com 3%; Renato Roseno (PSOL); com 3% e José Loureto (PCO), com 1%.

Nas simulações de segundo turno, Sarto venceria Capitão Wagner por 48% a 36% e também ganharia de Luizianne, por 47% a 29%. Se a disputa for entre Capitão Wagner e Luizianne, ele venceria por 42% a 38%, dentro da margem de erro.

Luizianne, que é ex-prefeita, é a candidata com mais rejeição: 39% dos entrevistado não votariam nela de jeito nenhum. Logo atrás está Capitão Wagner, que atualmente é deputado federal, com 37%. Já Sarto, presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE), tem 19% de rejeição.

A pesquisa foi encomendada pela TV Verdes Mares. Foram ouvidos 805 eleitores entre 12 e 13 de novembro. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Sarto é apoiado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes (PDT), além do atual prefeito da cidade, Roberto Cláudio (PDT), cuja gestão é bem avaliada pelos fortalezenses. A aliança de nomes de peso na política local ajudou o presidente da Assembleia Legislativa do estado a se tornar mais conhecido entre os moradores da cidade.

Capitão Wagner, que liderava as primeiras pesquisas, já foi candidato na eleição municipal passada. Ele chegou ao segundo turno, mas foi derrotado por Roberto Cláudio por uma diferença de 7,2 pontos percentuais — 53,6% a 46,4%.

Na terceira posição, Luizianne Lins foi prefeita da cidade entre 2005 e 2013, durante os governos Lula e Dilma. Ela tentou voltar ao poder em 2016, mas não chegou ao segundo turno. Na disputa deste ano, conta com o apoio do ex-presidente Lula, que gravou um vídeo para sua campanha. O governador do estado, Camilo Santana (PT), por outro lado, não tem participado ativamente da campanha, já que é filiado ao PT, mas também é próximo dos irmãos Gomes.