Petistas usam sessão de comentários de loja online para fazer campanha política: 'Para usar na posse do Lula'

RIO - Eleitores e apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usam os comentários de produtos da SHEIN, plataforma de compras on-line chinesa, para mostrar e divulgar suas posições políticas. A sessão destinada à opinião dos usuários sobre a qualidade e tamanho da roupa ou acessório comprado já entrou no clima de campanha eleitoral. Para quem costuma comprar na SHEIN, os comentários são usados como balizador na hora de escolher se vale ou não adquirir uma peça.

Nas avaliações de uma bolsa "crossbody", ou seja, tira-colo, uma simpatizante identificada como "C***a" descreveu o produto da seguinte forma: "Ótima bolsinha pra levar o RG e o título de eleitor pra votar no Lula ano que vem. Amei #ForaBolsonaro #Lula2022". A rede protege a identidade dos compradores e, por isso, o nome é coberto por asteriscos.

O comportamento é observado em dezenas de anúncios e por compradores diferentes. Na publicação de um vestido midi (abaixo do joelho) xadrez vermelho, "k***i" postou fotos vestindo a roupa e comentou: "Peguei tamanho S (P). Lindo e já pronto para usar na posse do Lula em 2022."

Sobre um body de veludo, uma compradora destacou um detalhe do produto e revelou seu apoio ao petista. Ela comentou"Decote lindo" e, em seguida, dezenas de "Lula 2022".

No estande de um macacão, outra internauta ("A**a") opinou sobre o produto "Lindo! Material é uma malha grossa, confortável. O corte é bonito. Bem costurado. Adorei que dá pra regular a alça" e completou com uma série de "Lula 2022". Em outro post, uma compradora menciona, inclusive, a trajetória de Lula até a Presidência. Após dizer que gostou do short adquirido, "h**h" conclama: "conheçam agora o melhor presidente que o Brasil já teve".

Na plataforma, quanto maior for o comentário, mais pontos os usuários ganham, o que pode ser revertido em descontos em futuras compras. A estratégia de ganhar pontos é mencionada em alguns comentários que citam o jingle do petista. "Preciso muito de pontos pessoal então vou colocar fotos aleatória 'Lula lá, brilha uma estrela Lula lá, cresce a esperança Lula lá, o Brasil criança Na alegria de se abraçar Lula lá, com sinceridade Lula lá, com toda certeza Pra você meu primeiro voto Pra fazer brilhar nossa estrela', escreveu "M**l" no anúncio de uma jaqueta rosa. Outra compradora ("l**a") fez o mesmo na hora de opinar sobre um vestido plus-size: "Fiel ao anúncio! Cumpre o que promete. Agora uma musiquinha pra ganhar pontos", escreveu antes de mostrar seu apoio ao pré-candidato.

O usuário da loja SHEIN pode se deparar com estes comentários na hora de comprar blaisers, meias, blusas de manga comprida, bolsas, camisetas de botão masculinas e até anéis. A reportagem encontrou dezenas de publicações, todas por compradores diferentes. O padrão é avaliar o produto e, em seguida, declarar apoio a Lula. Entre as palavras mais usadas estão as expressões "Fora Bolsonaro" e "Lula 2022".

De acordo com especialistas no comportamento do consumidor, a presença de ideias políticas em ferramentas não destinadas para esses fins pode indicar falha no algoritmo e gerar evasão do público interessado no produto. Segundo os termos e usos da plataforma Shein, os comentários são considerados conteúdo gerado pelo usuário e não podem infringir algumas normas como promover profanação, incitação discriminatória e assédio ou bullying. No entanto, não há nenhuma menção à manifestação política. Procurada pelo GLOBO, a loja não respondeu nosso pedido de posicionamento até a publicação dessa reportagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos