Pet revela que quase não jogou em partida que fez gol de falta pelo Flamengo, há 20 anos

·2 minuto de leitura

Há 20 anos, Petkovic entrava para a história do Flamengo e do futebol brasileiro graças a um golaço de falta na final do Carioca de 2001 contra o Vasco. Aos 43 minutos do segundo tempo, o camisa 10 colocou a bola no ângulo esquerdo de Helton e o lado rubro-negro do Maracanã explodiu em festa pelo tricampeonato em cima do rival. Mas a história poderia ser diferente, se o técnico Zagallo não tivesse bancado sua presença naquele jogo, em meio a uma crise nos bastidores:

– Antes daquele jogo nós conversamos. Se não fosse ele, não teria jogado. Ele comprou a briga com a diretoria. Me disse que não interessava a diretoria, que me queria em campo para ter mais chances. A briga com a diretoria era tão grande, a falta de pagamento tão enorme... Ele me perguntou: 'Quer jogar?' Falei que sim. Ele respondeu que então eu iria jogar. Ainda falei: 'Tem certeza?' Ele disse: 'Vai! Eu quero' – contou Petkovic em entrevista exclusiva ao EXTRA.

Nesta quinta-feira (27), aniversário do gol emblemático, o EXTRA preparou um material especial para comemorar as duas décadas daquele momento histórico.

O próprio Petkovic, em entrevista que será publicada nesta quinta, relembrou o seu feito que segue vivo em sua memória e na dos rubro-negros. Além disso, comentou o atual momento do clube e um fato curioso: a 'previsão' do gol de Gabigol, na final da Libertadores, em Lima, que também saiu nos instantes finais da partida.

– Eu estava falando que ia acontecer. Estava convencendo o produtor que estava no jogo a descermos porque o Flamengo ia fazer o gol. Estávamos lá no telhado do estádio e dizendo: 'Temos que descer para entrar no campo'. A produção falando para esperar porque eu e o Júnior só entraríamos se o Flamengo ganhasse. Eu lá de cima enchendo o saco que tínhamos de descer, se não ia dar confusão – relembra Pet.

– Eu disse que vai fazer o gol, no minuto 43. E o Gabi faz no minuto 43. O Flamengo empata e todo mundo me chamando de maluco. Eu estava pressentindo. Acho que precisava que aquele momento acontecesse de novo depois de 38 anos. A torcida na arquibancada precisava reviver essa emoção de novo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos