Petróleo sobe e supera os 50 dólares em Nova York

Plataforma de petróleo perto de Tioga, na Dakota do Norte, em 21 de agosto de 2013

O petróleo subiu nesta quinta-feira em Nova York, com um adicional do Kuwait.

O barril de "light sweet crude" (WTI) subiu 84 centavos, a 50,35 dólares, nos contratos para maio. É a primeira vez em três semanas que o petróleo supera em Nova York os 50 dólares.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte subiu 54 centavos, a 52,96 dólares, nos contratos para maio.

O mercado foi impulsionado depois que Kuwait anunciou que aceita aplicar também na segunda parte do ano a redução da produção iniciada em janeiro e que caducaria em junho, disse Bill Baruch de iiTrader.

Essa redução da oferta por seis meses foi acordada pelos 14 países da Opep e outros 11 produtores de fora do cartel. A extensão do prazo está no centro da preocupação dos mercados.

No começo da semana os preços subiram por uma aparente queda da produção da Líbia devido aos problemas políticos desse país, disse Baruch.

Outros analistas observaram que também favoreceu os preços, o fato de que as reservas comerciais americanas de petróleo subiram menos do que o esperado. Embora o ritmo de produção das refinarias americanas, as reservas de produtos derivados sofreram uma queda sensível.