Petróleo tem forte queda em Nova York, a 81,12 dólares o barril

A produção de petróleo do grupo Estado Islâmico (EI) é estimada em 800 milhões de dólares por ano, o equivalente a dois milhões de dólares por dia

Os preços do petróleo fecharam em queda nesta quinta-feira em Nova York por um forte aumento do dólar, que encareceu o barril de petróleo.

O barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em dezembro caiu 1,08 dólar a 81,12 no New York Mercantile Exchange (Nymex).

Em Londres o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em dezembro fechou a 86,24 dólares no Intercontinental Exchange (ICE), uma queda de 88 centavos em relação ao fechamento de quarta-feira.

"Um conjunto de razões explica a queda de preços ao longo do dia", comentou Andy Lipow, de Lipow Oil Associates.

"A valorização do dólar afetou todos os mercados de matérias-primas", destacou Bill Baruch, da iiTrader.

Além disso, "o crescimento da oferta (de cru) da Opep é agora muito mais forte do que o crescimento da demanda", destacou David Hufton, analista da PVM.

Por outro lado, o secretário-geral da Opep, Abdallah El Badri, afirmou na quarta-feira que a produção em 2015 será parecida, em volume, com a produção de 2014.