Petrobras anuncia redução no preço do gás canalizado a partir de fevereiro

A Petrobras informou que vai reduzir o preço do gás canalizado vendido para as distribuidoras em 11,1% em reais por metro cúbico a partir de fevereiro.

A variação se refere ao comportamento do dólar e do petróleo nos meses de novembro a janeiro.

Estouro da meta: Inflação fecha 2022 em 5,79%, aponta IBGE

Petrobras: Governo quer ampliar papel da estatal, com investimentos que vão de fertilizante a refino

Essa redução não se aplica ao gás de botijão, mas ao gás vendido pelas distribuidoras para as residências, comércio, além do gás natural veicular (GNV) vendido nos postos. Em outubro, a estatal havia anunciado redução em 5% para o trimestre de novembro e janeiro.

Segundo a Petrobras, os contratos preveem atualizações trimestrais e vinculam a variação do preço do gás às oscilações do petróleo tipo Brent e da taxa de câmbio.

“Durante esse período, o petróleo teve queda de 11,9%; e o câmbio teve depreciação de 0,2%”, explicou a estatal.

Alta nos lucros: Estatais batem recorde na distribuição de dividendos em 2022

A Petrobras ressalta que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelo portfólio de suprimento de cada distribuidora, assim como por suas margens (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais.