Petrobras arremata por R$25 bi petróleo da União em leilão da PPSA

·2 min de leitura
Plataforma petrolífera na Bacia de Santos, Rio de Janeiro

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras arrematou 55,7 milhões de barris de petróleo dos campos de Búzios, Sapinhoá e Tupi e da área de desenvolvimento de Mero nesta sexta-feira, ao valor de 25 bilhões de reais, em leilão da Pré-Sal Petróleo (PPSA) realizado na bolsa paulista B3 e transmitido pela internet.

A comercialização do petróleo produzido em áreas de partilha de produção no pré-sal que pertencem à União é uma das importantes funções da PPSA. Os volumes vendidos hoje deverão ser retirados pela Petrobras ao longo dos próximos três a cinco anos.

A maior carga comercializada foi de Mero, de 43,4 milhões de barris, pelo prazo contratual de 36 meses. A Petrobras venceu o lote, com a oferta de ágio de 52 reais por metro cúbico sobre o preço de referência fixado pela reguladora ANP.

A petroleira levou ainda 6,6 milhões de barris de Búzios, pelo prazo de 36 meses, com ágio de 65 reais; 3,3 milhões de barris de Tupi, pelo prazo de 60 meses, com ágio de 3,35 reais, e 2,4 milhões de barris de Sapinhoá, por 60 meses, com ágio de 7,35 reais.

Todos os quatro lotes ofertados foram definidos em disputa viva voz.

A francesa TotalEnergies também apresentou lances pelos quatro lotes, enquanto a chinesa CNODC disputou volumes de Búzios e Mero.

Esse foi o 3º Leilão de Petróleo da União realizado pela PPSA. Até o momento, a PPSA apenas comercializou volumes de petróleo com a Petrobras, de forma direta ou por meio de leilões. O segundo leilão ocorreu em agosto de 2018, e o primeiro, em maio daquele mesmo ano, não teve interessados. No segundo leilão, um dos contratos ofertados chegou a ser arrematado pela petroleira francesa TotalEnergies. No entanto, a comercialização não chegou a ser concretizada, uma vez que não houve a formação de uma carga mínima para o navio no tempo esperado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos