Petrobras: Bolsonaro diz que precisa trocar 'peças que não estejam dando certo' e promete mais mudanças

Victor Farias
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro justificou neste sábado a troca no comando da Petrobras ao afirmar que precisa "trocar peças que não estejam dando certo". Sem mencionar a empresa nominalmente, ele citou a "troca de ontem" e disse que "na semana que vem teremos mais".

— Eu tenho que governar. Trocar as peças que porventura não estejam dando certo. Se a imprensa está preocupada com a troca de ontem, na semana que vem teremos mais. O que não falta para mim é coragem de decidir pensando no bem maior da nossa nação — disse, em cerimônia de entrada de novos alunos da escola preparatória de cadetes do Exército.

Na noite de ontem, Bolsonaro anunciou a demissão do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. Em um post em redes sociais, o presidente afirmou que o novo chefe da estatal é Joaquim Silva e Luna, diretor-geral da Itaipu Binacional e ex-ministro da Defesa no governo Temer (MDB). A estatal não tinha um presidente militar desde 1988.

Também estavam no evento os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, além do comandando do exército, Edson Leal Pujol.