Petrobras reduz preço do botijão de gás nas distribuidoras

Petrobras anuncia nova redução no preço do botijão de gás
Petrobras anuncia nova redução no preço do botijão de gás
  • Novo preço começará a valer a partir de sexta-feira (23);

  • Petrobras reduziu valor do botijão em 6%;

  • Essa é a segunda diminuição feita pela petroleira nesse mês.

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (22) uma nova redução no preço de revenda do gás de cozinha. O novo valor começará a valer a partir desta sexta (23) e será reduzido de R$ 52,34 para R$ 49,19, uma redução de R$ 3,15, ou 6%.

A que no preço acontece para as revendedoras e distribuidoras, que passarão a redução no custo para o consumidor final. Agora, em média, o valor de cada quilo do botijão de 13 quilos fica em R$ 3,78.

“Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio”, afirmou a empresa em comunicado oficial.

Essa é a segunda redução no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), ou gás de cozinha como é conhecido popularmente, neste mês. A primeira aconteceu no último dia 12 de setembro, com uma baixa de 4,7%.

A Petrobras, sob a direção de Caio Mario Paes de Andrade, vem realizando e planejando uma série de diminuições no valor dos derivados de petróleo, como também são a gasolina e o diesel, como uma tentativa de aumentar a popularidade de Jair Bolsonaro frente as eleições.

Segundo analistas, no entanto, a verdadeira causa dessas reduções é a queda no preço internacional do barril de petróleo, que aconteceu nos últimos meses. A estatal é obrigada a seguir o preço em dólar do estrangeiro para os seus produtos, segundo a sua política de preços, ainda que estes sejam produzidos no Brasil.

Ainda assim, apesar dessas diminuições no valor do botijão, especialistas afirmam que a redução nesse valor irá demorar para chegar ao consumidor final. Segundo a ANP, o preço do botijão de 13 quilos ainda está acima dos R$ 100, e deverá se manter nesse nível pelas próximas semanas.