Petroleiros da FUP anunciam greve na Petrobras a partir de domingo

SÃO PAULO (Reuters) - Trabalhadores ligados à Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiram entrar em greve a partir das 15h de domingo por tempo indeterminado, após não conseguirem acordo com a Petrobras para uma série de reivindicações, informou o órgão sindical na noite de quinta-feira. A FUP conta com 12 sindicatos, entre eles o Sindipetro Norte Fluminense, que representa funcionários da Bacia de Campos, responsável por mais de 70 por cento do petróleo produzido no Brasil. Segundo a federação, a Petrobras não compareceu na quinta-feira a audiência realizada com o Ministério Público do Trabalho, o que demonstra desinteresse em buscar uma solução negociada. Contrária ao plano de desinvestimentos na Petrobras, a FUP reivindica interrupção do processo de terceirização em curso na empresa e a retomada dos investimentos no país. "Os cortes de investimentos, venda de ativos, interrupção de obras e paralisação de projetos impactam o desenvolvimento do país e a soberania nacional", disse. Trabalhadores ligados a uma outra federação, a FNP, que congrega cinco sindicatos, iniciaram na quinta-feira uma greve que a princípio duraria 48 horas. A paralisação da FNP também protesta contra o plano de venda de ativos da estatal. Segundo a Petrobras, o movimento não afetou a produção de petróleo e derivados. (Por Roberto Samora)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos