Pezão admite falha no planejamento da segurança no carnaval: 'Não estávamos preparados'

jose lucena/Futura Press

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), admitiu que houve falha no planejamento de segurança durante o carnaval. “Não estávamos preparados. Houve uma falha nos dois primeiros dias, e depois a gente reforçou aquele policiamento. Mas eu acho que houve um erro nosso”, disse nesta quarta-feira em entrevista à TV Globo.

O feriado foi marcado por diversos episódios de violência. Houve arrastões, inclusive em Ipanema, bairro nobre, assaltos nos blocos, e saque a supermercado. Também houve dois PMs baleados ao tentarem impedir um roubo, e um policial morto numa suposta tentativa de assalto.

Pezão, contudo, afirmou que o governo também precisa olhar a segurança de todo o estado. “Agora, a gente está tentando ver a segurança pública de Cabo Frio a Paraty. São 6 milhões e meio de pessoas na rua e com territórios ainda conflagrados”, afirmou.

“A Polícia Militar tinha uma boa parte do efetivo na Rocinha, onde a gente vem permanentemente atuando, e também na Praça Seca, onde estava tendo uma guerra pelo tráfico entre a milícia e o tráfico. O policiamento nas vias expressas melhorou muito. Tanto na Linha Amarela quanto na Linha Vermelha”, disse Pezão.