PF apreendeu lista de 57 pessoas que teriam sido vacinadas irregularmente em Minas Gerais

O Globo
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - Ao aprofundar a investigação sobre um suposto esquema montado por empresários para importar vacinas e aplicar em pessoas próximas em Belo Horizonte, a Polícia Federal apreendeu nesta sexta-feira uma lista com os nomes de 57 pessoas que teriam sido vacinadas de forma irregular.

A PF de Minas Gerais deflagrou nesta sexta a Operação Camarote. Foram apreendidos aparelhos eletrônicos e documentos nas residências dos alvos investigados e na sede de empresas. A suspeita é que uma empresa de transportes de Belo Horizonte importou vacinas ilegalmente, driblando a obrigação de doá-las para o Sistema Único de Saúde (SUS).

As vacinas seriam aplicadas na garagem de uma empresa de transportes, como revelou reportagem da revista "Piauí". A 35ª Vara Federal Criminal de Belo Horizonte deferiu e expediu quatro mandados de busca e apreensão solicitados pela PF. Um dos mandados foi cumprido nessa garagem onde ocorria a aplicação das vacinas.