PF combate grupo criminoso que atuava com garimpo ilegal em Pernambuco

Agência Brasil
·1 minuto de leitura

Uma organização criminosa, que atuava com garimpo ilegal no sertão pernambucano, está sendo combatida, desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (27), pela Polícia Federal. Os policiais cumprem dez mandados de prisão e 13 de busca de apreensão.

As ações da Operação Frígia estão ocorrendo em endereços dos suspeitos localizados nos municípios de Serrita, São José do Belmonte, Igarassu, em Pernambuco; e Juazeiro do Norte e Jardim, no Ceará. Entre os investigados estão servidores públicos, financiadores, refinadores de minérios e receptadores.

Segundo a PF, a atividade do grupo criminoso consistia na extração de minérios em terrenos públicos e particulares, localizados na zona rural de Verdejante, com o consequente beneficiamento, que era realizado no município de Serrita.

“Os valores oriundos da venda eram colocados em circulação, com aparência de legalidade, por meio da aquisição de veículos e de outras condutas, atos consistentes em lavagem de dinheiro. Também se constatou que alguns pagamentos pelos serviços realizados em favor do garimpo eram feitos com verbas da prefeitura de Serrita”, diz a PF.

De acordo com a PF, o nome da operação, Frígia, faz menção à terra do rei Midas, da mitologia grega. Tudo o que ele tocava virava ouro.