PF conclui que Milton Ribeiro não cometeu crime ao disparar tiro em aeroporto

Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

A Polícia Federal (PF) concluiu nesta quinta-feira (26) que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro não cometeu crime ao disparar sua arma de fogo acidentalmente dentro do Aeroporto de Brasília. A informação é do portal UOL.

O episódio aconteceu há um mês. Uma funcionária da empresa aérea Gol que estava num guichê próximo foi atingida por estilhaços decorrentes do tiro acidental.

O disparo da arma de fogo aconteceu quando Milton Ribeiro estava no balcão da Latam. Em depoimento à corporação, o ex-ministro afirmou que pegou a arma para separá-la do carregador enquanto mexia na própria pasta.

A defesa de Ribeiro alegou que houve um “excesso de cuidado” do ex-ministro, pois queria evitar o constrangimento das pessoas presentes. Ele explicou que ficou receoso de expor a arma e acabou tentando desmuniciá-la dentro da pasta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos