PF confirma acareação entre juiz e mulher de Cachoeira

Rubens Santos
30 de julho de 2012

O delegado Sandro Paes Sandre, da Polícia Federal, disse nesta segunda que a acareação entre o juiz federal Alderico Rocha Santos e Andressa Mendonça, mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira, será na próxima semana. Andressa foi denunciada por tentativa de chantagem pelo juiz da 11a. Vara da Justiça Federal em Goiás.

Nota oficial da PF diz que a mulher de Cachoeira teria oferecido vantagens ao juiz, o que caracterizaria corrupção ativa. Cachoeira foi preso durante a Operação Monte Carlo, no mês de fevereiro, sob suspeita de chefiar esquema de exploração de jogos eletrônicos ilegais em Goiás.

Um dos policiais que esteve no condomínio de luxo onde mora o casal Cachoeira disse que, ao ser convocada, Andressa engoliu em seco, depois chorou muito.

A mulher de Cachoeira ficou três horas detida na PF. Foi liberada por não ter sido presa em flagrante. Mas foi arbitrada fiança, no valor de R$ 100 mil, por meio de depósito bancário até quarta-feira (1).

"Ela está sendo monitorada", disse o delegado Sandro Sandre. "E também está proibida de acesso e frequência à Justiça Federal, e de entrar em contato com qualquer pessoa envolvida na Operação Monte Carlo", disse ele. A PF também investiga se Andressa Mendonça recebeu ordem do marido para agir.