PF deflagra novo desdobramento da Lava Jato no Rio

jose lucena/Futura Press

O ex-secretário de Obras na gestão Eduardo Paes Alexandre Pinto foi preso preventivamente na manhã desta terça-feira, em um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, batizada de Mãos à Obra.

Além dele, foram presos o ex-subsecretário de Obras Vagner de Costa Pereira, em Niterói, e o doleiro Juan Luís Bertran Bittlonch, na Barra da Tijuca. Em São Paulo, foram presos Rui Alves Margarido e Eder Parreira Vilela, segundo informações do G1. A PF ainda busca cumprir um mandado na capital paulista.

Também estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão, expedidos pela juíza substituta da 7ª Vara Criminal Federal, Caroline Vieira Figueiredo.

A investigação é sobre um esquema de propinas envolvendo obras do BRT TransBrasil. O sistema de transporte rápido foi orçado em R$ 1,4 bilhão. Segundo os investigadores, o esquema era comandado por Alexandre Pinto.

Pinto já havia sido detido em agosto durante a operação Rio 40 graus. Em novembro, no entanto, acabou liberado.