PF deflagra operação contra irregularidades em contrato de informática do Dnit

BRASÍLIA — A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU), uma operação para investigar irregularidades em um contrato de informática do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit),como informou a colunista Bela Megale. A suspeita é que houve desvios de pelo menos R$ 27 milhões.

O contrato sob investigação foi assinado pelo Dnit em 2016 para adquirir uma ferramenta de gestão de contratos. Teve origem na adesão de uma ata de registro de preços da extinta Secretaria de Portos e gerou diversos contratos em órgãos do governo federal.

São cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em empresas de tecnologia da informação, residências de empresários e de servidores públicos no Distrito Federal e em São Paulo. Também foram autorizadas medidas cautelares como afastamento de servidores da função pública e bloqueios de bens. Os nomes dos alvos são mantidos sob sigilo.

A operação foi batizada de Vaporware, termo que se refere a um software ou hardware anunciado mas que nunca sai do papel.