PF e PGR cumprem buscas para investigar corrupção de desembargadores do TJ de Minas Gerais

Aguirre Talento
·1 minuto de leitura
Divulgação
Divulgação

BRASÍLIA - A Polícia Federal e a Procuradoria-Geral da República deflagraram operação de busca e apreensão nesta quarta-feira para investigar crimes de corrupção envolvendo desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

São cumpridos doze mandados contra sete investigados. Os nomes dos alvos foram mantidos sob sigilo.

A investigação se baseia em trocas de mensagens entre um advogado e um desembargador.

“Os fatos incluem pagamentos indevidos ao desembargador para que ele pudesse intervir junto a colegas e até a autoridades de órgãos fora do Judiciário para a adoção de medidas de interesse dos envolvidos no esquema. Também revelam a existência de contratos superfaturados de prestação de serviços por um advogado, que seria o principal operador do grupo”, informou a PGR em comunicado.