PF faz operação contra fraudes em contratos na UFRJ

·1 minuto de leitura

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (8) dois mandados de prisão temporária e nove de busca e apreensão contra empresários e servidores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) suspeitos de fraudes em contratos públicos. A operação Pronta Emergência II investiga irregularidades ocorridas no Instituto de Psiquiatria da universidade.

A ação é um desdobramento da operação Pronta Emergência, realizada em fevereiro deste ano, que apurou desvios em contratos de mais de R$ 6 milhões no Instituto.

De acordo com a PF, servidores se associaram a empresários para direcionar contratações em troca do recebimento de vantagens indevidas. Entre as irregularidades apontadas pela investigação estão cotações fictícias, superfaturadas e com empresas integrantes da organização criminosa e a elaboração de estudo técnico preliminar pelas próprias empresas.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal do Rio. Os investigados respondem pela prática dos delitos de organização criminosa, peculato e fraudes em licitação.

Por meio de nota, a UFRJ informou que aguarda a apuração dos fatos e que repudia “qualquer ação que atente contra os princípios que balizam a Administração Pública”.

Matéria alterada às 11h4 para acréscimo de informação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos