PF faz operação contra grupo suspeito de fraude em oferta de vacinas

O Globo
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — A Polícia Federal (PF) realiza nesta quinta-feira uma operação para investigar um grupo suspeito de oferecer, de forma fraudulenta, 200 milhões de vacinas contra a Covid-19 para o Ministério da Saúde. O grupo disse representar um grande consórcio farmacêutico.

A investigação começou após o próprio ministério informar à PF que ao menos duas pessoas, por meio de duas empresas, apresentaram credenciais falsas afirmando terem exclusividade na comercialização do lote de vacinas. A mesma oferta teria sido feita a outros gestores públicos.

Estão sendo cumpridos pela PF sete mandados de busca e apreensão, em Minas Gerais e no Espírito Santo. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal do Distrito Federal.